Tools

O Seminário Economia Solidária, Soberania Alimentar e Agroenergia, que será realizado amanhã (8), no teatro Marista, das 8 às 18 horas, vai contar com a  apresentação de uma proposta de produção de agroenergias no Noroeste e Centro Norte Paranaense. As entidades proponentes e executoras são a Fundação Unitrabalho, através do Núcleo da Universidade Estadual de Maringá e Sindicato dos Engenheiros (Senge-PR), com apoio do Programa Brasil Local (Secretaria Nacional de Economia Solidária - Senaes), e em parceria com o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra e produtores ligados à agricultura familiar dessas regiões.

A iniciativa tem o apoio do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), da Secretaria do Estado de Abastecimento e Agricultura (Seab) e de instituições como a Itaipu Binacional. Consiste em capacitar 240 agricultores pelos princípios da Economia Solidária e da Agroecologia e implantar agroindústrias para a produção de agroenergia em 31 assentamentos, 9 cooperativas e associações de pequenos agricultores, envolvendo um total de 2.400 famílias, de 16 municípios.

A partir da capacitação, as comunidades irão elaborar um plano de negócios, que prioriza a produção de agroenergia complementar à produção de alimentos, apostando na diversidade de produtos e garantindo a preservação do meio ambiente. Serão incentivados, por exemplo, o uso de biocombustíveis, de biomassa, de biodigestores e de energia solar.

O projeto pretende ser piloto e desenvolver novas tecnologias sociais em arranjos produtivos autogestionários, servindo como objeto de estudo para construção de novas metodologias, técnicas e para a produção científica.

O seminário

O Seminário é uma promoção da Fundação Interuniversitária de Estudos e Pesquisas sobre o Trabalho (Unitrabalho); Núcleo da Unitrabalho/Universidade Estadual do Maringá (UEM); e Sindicato dos Engenheiros (Senge/Maringá).

Na programação estão previstas as conferências dos economistas João Pedro Stédile (foto), líder do Movimento Sem Terra, sobre Agroenergia e o Agronegócio – o modelo de desenvolvimento e a soberania alimentar, pela manhã, e o secretário Nacional de Economia Solidária do Ministério do Trabalho Emprego, Paul Singer, sobre a Importância da Economia Solidária para a organização coletiva da agricultura familiar, às 14 horas.

Durante o seminário, haverá, também, apresentação das experiências autogestionárias do MST, de agricultura familiar e de empresas de Economia Solidária. Pelo MST serão mostradas as experiências das Cooperativas de Produção Agropecuária Vitória (Copavi) e de Comercialização Avante (Coana). Estarão presentes, ainda, os agricultores familiares da Cooperativa BioLeite e representantes das empresas de economia solidária Rede BioBrasil e Companhia de Trabalhadores Metalúrgicos de Canoas.

Os governos do Estado, através da Secretaria do Estado de Abastecimento e Agricultura (Seab), e Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), também apresentarão as políticas de incentivo às agroenergias com soberania alimentar.

As empresas Itaipu Binacional, Eletrosul e Cope irão mostrar as ações e os programas de apoio que estão desenvolvendo na área das energias renováveis.

Participação

Os organizadores do Seminário Economia Solidária, Soberania Alimentar e Agroenergia estima que o evento vai reunir mais de 900 pessoas. São 600 agricultores assentados confirmados e cerca de 250 alunos inscritos de diversas universidades da região – UEM, UEL, PUC/Paraná e Faculdade Integrada de Campo Mourão – entre outros.

Além deles, diversas autoridades já confirmaram presença no Seminário: o magnífico reitor da Universidade Estadual de Maringá, professor Décio Sperandio; o secretário do Planejamento do Estado, Ênio Verri; o secretário Nacional da Economia Solidária do Ministério do Trabalho e Emprego, professor Paul Singer; o presidente do Sindicato dos Engenheiros no Estado do Paraná, Ulisses Kaniak; o coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra; João Pedro Stédile; o coordenador da Coordenadoria da Região Metropolitana de Maringá - João Ivo Caleffi; entre outras autoridades locais.

Os interessados em participar do Seminário podem fazer as inscrições pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., na página do Nùcleo da Unitrabalho-UEM ou no blog http://economiasolidariaeagroenergiaparana.blogspot.com/. O acompanhe dos preparativos pode ser acompanhado pelo blog: http://economiasolidariaeagroenergiaparana.blogspot.com/. Informações também serão veiculadas ali, durante o evento. Outras informações pelos telefones (44) 3261.4492  (44) 3261.3893  (44) 3261.3785.   

Atividades paralelas

Aproveitando a participação no seminário sobre Economia Solidária, Soberania Alimentar e Agroenergia, o líder do MST, João Pedro Stédile, e o secretário da Economia Solidária do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), Paul Singer (foto), visitam o modelo de experiência auto-gestionária de economia solidária e agricultura familiar, no assentamento da Cooperativa Vitória (Copavi), em Paranacity/PR. A visita está marcada para as 16 horas, de amanhã(7).

O assentamento fica na saída da cidade em direção a Inajá. São 22 famílias, assentadas em 230 hectares, que há 15 anos, de forma coletiva, baseadas na agroecologia produzem 800 litros de leite pasteurizado por dia, queijo, iogurte e também criam frangos e porcos. Toda a produção de alimentos é ecológica e serve para o abastecimento do assentamento e para comercialização.

Há mais de 10 anos também plantam cana-de-açúcar, fabricam 120 litros/dia de cachaça e 1500 kg/dia de açúcar mascavo. Esta produção é exportada para Espanha e França via Rede Mundial de Comércio Justo.

O empreendimento usa energia solar para desidratar e produzir frutas secas e uma das características da organização da Copavi é a não existência de lotes unifamiliares. A terra, o trabalho e todas as atividades são coletivos como: lavanderia, padaria, refeitório e até o cuidado com as crianças.

Agenda

Seminário de Economia Solidária e Agroenergia - Data: amanhã, 8 de maio - Horário: das 8h às 18h - Local: Teatro Marista