Tools

O projeto de extensão O Trabalho e o Prazer Através da Cultura propõe a criação de um programa conjunto pelas pró-reitorias de Recursos Humanos e Assuntos Comunitários e de Extensão e Cultura da UEM voltado para os servidores da Instituição. A intenção é pensar o servidor e a sua qualidade de vida, oferecendo oportunidades, pelo caminho das artes, não só para melhorar a auto-estima, mas permitindo que as pessoas busquem outros caminhos de vida, explica Laura Chaves Peluso, a autora do projeto.

Peluso lembra que o projeto surgiu de uma inquietação com a constatação da insatisfação dos servidores que, no início, era creditada apenas aos aspectos financeiros. Mas ela percebeu que a questão ia além desse fator. Nesse sentido, realizou uma pesquisa, no período de maio de 2007 a abril deste ano, para verificar as habilidades artísticas desenvolvidas pelos servidores e qual a área de interesse, por acreditar que o processo artístico sugere um novo olhar sobre os caminhos a serem trilhados ao longo da vida ativa do trabalhador. Dos 4.134 servidores da época, 1.634 foram entrevistados (501 docentes e 1.133 agentes universitários), dos quais, 549 responderam que participam de atividades artísticas (35,31%) e 1.066 demonstraram interesse em desenvolvê-las (68,2%).

O resultado do projeto foi entregue, no dia 31 de outubro, ao reitor Décio Sperandio, que se mostrou entusiasmado com a proposta. Ele encaminhará uma cópia à PEC. A cópia da PRH foi entregue à pró-reitora Neusa Altoé, que o coordenou.