Tools

A inauguração da galeria de superintendentes do Hospital Universitário Regional de Maringá, hoje (4), marcou o início oficial das atividades comemorativas aos 20 anos do HUM. Com fotos produzidas pelo fotógrafo Heitor Marcon, da Assessoria de Comunicação Social da Universidade Estadual de Maringá, a galeria traz, em tamanho 15 x 20 centímetros, em preto e branco, as fotografias de oito superintendentes do hospital, entre eles Tânia Maria Saltão Napolitano, já falecida.

Tânia foi a primeira diretora do HUM, cargo equivalente hoje ao de superintendente. Depois dela, ocuparam o posto, pela ordem, Robson José da Silva Souza, José Carlos Amador (atual superintendente, pela segunda vez), Paulo Roberto Donadio, Ivan Murad, Daoud Nasser (três vezes), Vicente Massaji Kira e Carlos Edmundo Rodrigues Fontes.

A inauguração da galeria, instalada no corredor próximo à recepção social do HUM, foi prestigiada pelo reitor Décio Sperandio, diretores do hospital, superintendentes anteriores e pelo atual ocupante do cargo. Amador falou sobre a satisfação em inaugurar a galeria, que, futuramente, será afixada definitivamente no novo bloco administrativo, em construção.

Falando em nome dos homenageados, Robson manifestou orgulho e emoção por ter exercido a superintendência e por ter recebido a homenagem. Também comentou sobre o crescimento do HUM, enaltecendo que a expansão é fruto da luta dos servidores do hospital.

A diretora de Enfermagem, Magda de Oliveira, destacou a participação das mulheres no posto máximo de direção do hospital, referindo-se à Tânia Napolitano.

Além da inauguração da galeria, as comemorações sobre os 20 anos do hospital tiveram início às 6h30, com o café da manhã servido aos servidores do HUM. Ao abrir oficialmente as atividades voltadas ao funcionário do hospital, o reitor Décio Sperandio ressaltou que a UEM vive um bom momento, apesar das dificuldades e os problemas, aliás inerentes à maioria das instituições de ensino superior brasileiras.

Segundo o reitor, a UEM tem tido o reconhecimento do bom momento que atravessa, tanto em nível estadual como federal. Lembrou que o Ministério da Educação (MEC) avaliou a instituição como a melhor do Paraná quanto ao Índice Geral de Cursos, que leva em conta, por exemplo, indicadores como a dedicação dos professores aos cursos e a titulação dos docentes.

Sperandio enalteceu o fato de que um hospital universitário tem, em sua concepção, o enfoque da formação e do desenvolvimento de pesquisas. A conseqüência disso, conforme ele, é o atendimento à população.

O reitor falou, ainda, sobre a grande esperança da UEM em ver aprovada, no orçamento da União para 2010, uma emenda de bancada do Paraná no valor de R$ 39 milhões. Se for repassado, o dinheiro será suficiente para a conclusão dos projetos pedagógico e estrutural do hospital, segundo Sperandio.

Sobre a inauguração da galeria, disse que “a história tem sempre que ser preservada”. Para ele, o HUM está em pé graças ao idealismo das pessoas que nele trabalham.

Na opinião da diretora de Enfermagem, é preciso destacar que o hospital tem a multiprofissinalidade em seus quadros. E isso, de acordo com Magda de Oliveira, deve ser saudado, porque ajuda a construir e a dignificar o HUM. O superintendente José Carlos Amador disse que cada vez mais o hospital passa a exercer a sua função, com a ajuda de todos que trabalham no HUM.

A programação desta quinta-feira (5) prevê diversas atividades, todas dirigidas também ao público interno. Na sexta-feira (6), às 20 horas, no Teatro Marista, ocorrerá um evento no qual serão entregues diversas homenagens e proferida a palestra sobre os 20 anos do SUS, pelo superintendente do Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Luiz Carlos Zeferino.

 

uem tv