Tools

Alunos e professores de Medicina da UEM lançam a Liga de Nefrologia de Maringá (Linemar), no dia 14, a partir das 8h30, na Sociedade Médica. O objetivo principal da entidade é incentivar atividades de ensino, pesquisa e extensão na área renal. O professor Sérgio Yamada explica que essas ações já vêm sendo desenvolvidas e que a intenção é aglutiná-las para facilitar sua coordenação. Esta será a segunda Liga de Nefrologia do Paraná. Outra similar é ligada à PUC de Curitiba.

Outra meta da Liga é alertar a população sobre os riscos e a incidência das doenças renais, que, segundo Yamada, têm crescido exponencialmente ao longo dos anos. Hoje, são dois milhões de brasileiros com algum grau de deficiência renal. Explica que ela está ligada a problemas de hipertensão e diabetes, que também têm sua prevalência muito aumentada nos últimos tempos. Normalmente, as doenças renais se desenvolvem silenciosamente, por isso, a necessidade de a população procurar seu médico para diagnosticar precocemente os males e evitar sua progressão. Em casos graves, a insuficiência renal provoca a perda da função dos rins, exigindo a diálise e o transplante.

A entidade começa com alunos e professores de Medicina, porém, pretende envolver estudantes e profissionais de outras áreas da saúde. Além de Yamada, participa o docente Ricardo Oyama.  A Linemar é associada à Sociedade Brasileira de Nefrologia. O presidente da entidade local é João Paulo Branco, aluno do 6º ano de Medicina.

Durante o lançamento da Linemar, Pedro Gordan, professor da UEL e ex-presidente da Sociedade Brasileira de Nefrologia, fala sobre Raciocínio Clínico e Distúrbios Hidroeletrolíticos, basicamente, as formas de abordagem dos pacientes para se chegar a um diagnóstico e alterações renais específicas dos pacientes que perdem o controle sobre os sais no organismo.

As inscrições custam R$ 10,00. As vagas são limitadas. A Sociedade Médica fica na Rua Imburana, 176. Outras informações pelo fone (44) 3262-0066.