Tools

Numa noite marcada por homenagens, o Hospital Universitário Regional de Maringá comemorou, sexta-feira (6), no Teatro Marista, os 20 anos de funcionamento do HUM, voltados para a formação profissional, produção científica e a assistência integral à saúde. A solenidade foi prestigiada por cerca de 500 pessoas, entre elas o ex-prefeito Said Ferreira e o ex-reitor da UEM, Fernando Ponte de Souza, signatários do convênio entre o Município e a Universidade, em 1986, para a implantação do hospital universitário. Veja mais fotos do evento na galeria.

Ferreira lembrou ter constatado, em 1987, a carência de vagas nos cursos de medicina e odontologia no Paraná. Razão pela qual, após uma pesquisa, decidiu consultar o Conselho Universitário (COU) da UEM para a criação dos dois cursos. À época, disse ter assumido a responsabilidade, junto com Souza, pela manutenção dos cursos, além do compromisso de construir pavilhões didáticos e a primeira etapa do HUM, que seria o Pronto Socorro, em 1988.

O ex-reitor afirmou que houve pressão contrária de alguns setores da capital pela criação dos dois cursos, embora esta fosse uma demanda antiga à época. Recordando-se das principais datas que culminaram na criação dos cursos de medicina e odontologia, ele historiou o processo que resultou na gratuidade do ensino superior paranaense, em 1988, e citou o fato de que em 1989, início de funcionamento do hospital, houve a feliz coincidência da estadualização dos cursos, quando o governo do Estado assumiu, de vez, a manutenção de todos os cursos da UEM.

O deputado federal Ricardo Barros enalteceu a importância do HUM, lembrando que tenta articular a aprovação de uma emenda de bancada, no orçamento federal, para 2010, que, se for aprovada e os recursos liberados, permitirá o término do hospital.

A deputada estadual Cida Borghetti contou ter constatado pessoalmente o bom atendimento que o HUM presta aos seus pacientes.

O secretário municipal de Saúde, Luiz Carlos Nardi, ressaltou a boa parceria existente entre a prefeitura e o hospital universitário. O superintendente do hospital, José Carlos Amador, citou a visão futurista e humanista do ex-prefeito e do ex-reitor ao criarem o hospital e os cursos de medicina e de odontologia. Falou sobre o atendimento de qualidade prestado pelo HUM, mas lamentou os problemas que o hospital enfrenta, incluindo a falta de leitos, que faz com que dezenas de pessoas fiquem, todos os dias, acomodadas em leitos improvisados no corredor do Pronto Socorro. Finalmente, agradeceu à sociedade em geral pelo apoio dado ao HUM nestes 20 anos de existência.

O reitor Décio Sperandio comentou o papel que o hospital universitário tem na formação e no desenvolvimento de pesquisas. Segundo ele, a conseqüência disso é a assistência à saúde, ou seja, o atendimento à população.

 

HOMENAGENS

 

Aberta oficialmente pelo grupo parafolclórico Fogança, da UEM, a solenidade foi marcada pela entrega de homenagens. Além de Said Ferreira e de Fernando Ponte de Souza, receberam a honraria o primeiro diretor Robson José da Silva Souza, que não compareceu devido a compromisso agendado anteriormente; o primeiro paciente internado Everson de Oliveira; o primeiro doador de sangue, João Hildebrand Filho; e os superintendentes anteriores do hospital.

Alguns homenageados receberam uma tela confeccionada pela artista plástica e professora da UEM, Tânia Machado; enquanto que outros ganharam certificados e vídeo institucional do hospital.

Além deles, os deputados Ricardo Barros e Cida Borghetti também foram contemplados com uma tela da artista plástica. O evento ainda teve apresentações de vídeo sobre o HUM e o parabéns à você, dedicado ao hospital, na hora em, quebrando o protocolo, um grupo de funcionários do HUM entrou no recinto carregando um bolo simbólico, acompanhado de bexigas. O cerimonial também fez a leitura de todos os servidores do HUM que se aposentaram ou que faleceram.

Encerrando a noite, o superintendente do Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Luiz Carlos Zeferino, fez palestra sobre os 20 anos do Sistema Único de Saúde.

 

uem tv