Tools

Com o lançamento oficial da logomarca, a Universidade Estadual de Maringá deu início à programação para comemorar os seus 40 anos de fundação. A solenidade ocorreu nesta segunda-feira pela manhã, dia 23, na Biblioteca Central, reunindo cerca de 150 pessoas, entre elas o prefeito de Maringá, Sílvio Barros; o prefeito de Goioerê, Beto Costa, o presidente da Fundação Araucária, Tarcísio Pires Trindade, que representou a secretária de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Lygia Pupatto; o superintendente da Região Noroeste da Caixa Econômica Federal, Fábio Carnelós; além de professores, pró-reitores, diretores de centro e servidores da UEM. 

Décio Sperandio, reitor da UEMA programação segue até agosto sob a coordenação de uma comissão cujos integrantes foram, segundo o reitor Décio Sperandio, “escolhidos à dedo, pois são pessoas que conhecem em detalhes a história da Universidade”.

 

O vice-reitor, Mário de Azevedo, presidente da comissão destacou que as atividades foram pensadas de forma descentralizada, contemplando todas as unidades da UEM. Azevedo fez um agradecimento a todos os integrantes, destacando o papel do Assessor de Comunicação Social, Luiz Donadon Leal, pelo importante suporte, e da coordenadora do Laboratório de Design e Moda, do câmpus de Cianorte, Cláudia Monteiro.

Cláudia Monteiro apresenta a concepção da logomarcaA professora coordenou o trabalho dos alunos do curso Design na criação da logomarca. A idéia original foi de Thuany Barbosa e o desenvolvimento do projeto teve a participação dos acadêmicos Fábio Bueno, Carla Colombo e Mariana Margato.

Solidez e continuidade são as concepções da logomarca, segundo Cláudia Monteiro, lembrando que ela foi trabalhada nas cores da UEM. A professora explica que o traço começa por uma base vermelha, que numa linha contínua, mas já em preto, forma o número quatro e o zero. As linhas propõem uma trajetória curva, que traduz maleabilidade, contorno de dificuldades para conquistas sólidas.

Usando a imagem do trabalho de um escultor, Azevedo resumiu os 40 anos da Universidade. “Com o martelo o escultor acerta o cinzel e molda a pedra. A força do martelo é a inteligência de um grupo que, com muito trabalho e cooperação, molda, na justa medida, a fronteira do conhecimento e deixa um legado de desenvolvimento e possibilidades cada vez mais promissoras para o futuro da nossa cidade e da região”.Mário Azevedo é o presidente da Comissão

Para Sperandio, nesses 40 anos a UEM se transformou em um patrimônio científico e cultural que faz a diferença no desenvolvimento regional. “Com a certeza de um futuro promissor, nos orgulhamos do nosso passado e queremos celebrar o nosso presente, no qual a excelência da UEM é reconhecida e referendada por diferentes indicadores e agentes que fazem parte do cenário do ensino superior e da produção científica do País. Queremos também continuar nossa missão de formar pessoas que possam contribuir para o desenvolvimento regional e brasileiro”. 


 

uem tv