Tools

A Universidade Estadual de Maringá, por meio do Centro de Referência em Agricultura Urbana e Periurbana (Ceraup), participa do projeto Agricultura Urbana e Periurbana da Região Metropolitana de Maringá, que recebeu R$ 513 mil do Ministério de Desenvolvimento Social e de Combate à Fome (MDF) neste ano. O projeto foi elaborado junto com a Prefeitura de Maringá no ano passado e submetido ao edital do MDF. Com a entrada da UEM no processo, o poder de atendimento ao projeto de Hortas Comunitárias de Maringá foi potencializado e passou a contar com 16 bolsistas.

Segundo Ednaldo Michellon, coordenador do Ceraup, a UEM também dado assistência técnica a hortas comunitárias de Sarandi, em fase de implantação, e de Paiçandu. O professor explica que as hortas não são apenas atividades produtivas, mas funcionam como recursos terapêuticos, promovem bem-estar aos que trabalham nelas e renda extra, além de oferecerem alimentos com segurança nutricional, já que seguem padrão de qualidade e higiene, livre de agrotóxicos. É essa a visão que o Ceraup e a Prefeitura pretendem repassar durante o I Encontro de Produtores das Hortas Comunitárias, que será realizado neste domingo (6), na Chácara Coli, na Rua Cocais, 600, Jardim Tropical.

A solenidade de abertura será às 8h30, seguida de palestra sobre Produção Orgânica, com o engenheiro agrônomo Tiago Ribeiro da Costa, da REDIfeira/UEM. Às 10h30 começam as oficinas que vão debater seis temas. A Secretaria de Saúde de Maringá realiza as oficinas Importância da Alimentação Saudável e Tintura de Citronela. O Ceraup desenvolve as oficinas Plantas Medicinais, Controle Natural de Pragas, Adubação Orgânica e Organização Social e Economia Solidária.

O encontro, explica o agrônomo José de Oliveira Albuquerque, coordenador do projeto de Hortas Comunitárias da Prefeitura de Maringá, vai ampliar a capacitação dos produtores que participam do manejo das hortas. Maringá tem 13 hortas implantadas pela Prefeitura em parceria com a UEM e outras entidades e a iniciativa privada, envolvendo mais de 250 moradores de várias regiões da cidade. As inscrições dos participantes podem ser feitas no local do evento às 8 horas.