Tools

 Um dos maiores nomes da pesquisa em diabetes do mundo estará em Maringá de 26 deste mês a 3 de março. O professor Willy J. Malaisse, chefe do Laboratório de Hormonologia da Universidade Livre de Bruxelas, na Bélgica, profere palestra na UEM sobre Secreção de Insulina: o papel dos canais de potássio sensível ao ATP e os canais de ânion sensível ao volume, no dia 1º de março, às 14 horas, na sala dos Conselhos Superiores. Malaisse vem a Maringá para oferecer consultoria ao Programa do Núcleo de Estudos em Diabetes e Obesidade da UEM, criado em 18 de janeiro deste ano. O especialista belga, que vem ao Brasil para receber o título de Doutor Honoris Causa da Unicamp, aproveita a ocasião para conhecer Itaipu.

 

 

Malaisse publicou mais de 1,5 mil artigos científicos sobre diabetes, ganhou os mais importantes prêmios na área de diabetologia e é um dos cientistas mais citados de todas as áreas do conhecimento. Orientou diversos pesquisadores do mundo. Vários brasileiros estagiaram em seu laboratório. Entre eles, o professor Paulo Cezar de Freitas Mathias, professor titular da UEM, que coordena o Laboratório de Biologia Celular da Secreção. Mathias desenvolve pesquisas sobre disfunções das células secretoras da insulina em quadros patológicos, principalmente do diabetes e da obesidade.

Em 2006, o grupo maringaense recebeu recursos do Pronex/Ministério da Ciência e Tecnologia/CNPq/Fundação Araucária (Programa de Apoio a Núcleos de Excelência) para desenvolver o tema que agora prossegue com o Laboratório de Biologia Celular da Secreção com possibilidade terapêutica e profilática. O laboratório conta também com apoio da Capes. O trabalho aborda um tipo de receptor celular chamado muscarínico, que atua na regulação do sistema nervoso central.