Tools

2017-23 solo arenoso  MG 4265

O debate segue até quinta-feira com a presença de especialistas das principais instituições de pesquisa e das mais importantes universidades brasileiras

Foi aberto, nesta terça-feira (23), no Excellence Centro de Eventos, em Maringá, o 2º Simpósio Brasileiro de Solos Arenosos, sob a temática Solos do Arenito: usos, desafios e sustentabilidade. O evento, que segue até o dia 25 de maio, quinta-feira, está sendo realizado junto com a 5ª Reunião Paranaense de Ciência do Solo. 

A proposta é debater os principais problemas e divulgar novas tecnologias e resultados de pesquisa relacionada ao uso, manejo e conservação do solo arenoso, que ocupa 6% do território nacional e 16% de 107 municípios do Paraná. Calcula-se que o país perde cerca de R$5 bilhões anuais com a erosão desses solos.

A Reunião e o Simpósio são uma iniciativa da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, núcleo estadual do Paraná, em parceria, com a Universidade Estadual de Maringá (UEM), a Cooperativa Agroindustrial de Maringá (Cocamar), assim como do Centro de Ciências Agrárias da universidade (CCA) e do Departamento de Agronomia da universidade, que comemora 40 anos esse ano.

Presente na cerimônia de abertura, o vice-reitor da UEM, Julio Damasceno, elogiou o evento e reforçou o compromisso da UEM com as práticas agrícolas conservacionistas por meio de projetos de pesquisa e extensão. “Desafios existem, mas a agricultura é o esteio deste País. Estamos engajados com instituições que são referências nas práticas de conservação do solo”, salientou.

A cerimônia ainda reuniu o vice-prefeito de Maringá, Edson Scabora, o presidente do Conselho Administrativo da Cocamar, Luiz Lourenço, o presidente do Núcleo Estadual da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, Arnaldo Colozzi Filho, o presidente do Instituto Agronômico do Paraná, Florindo Dalberto, o chefe-adjunto de pesquisa e desenvolvimento da Embrapa Solos, José Carlos Polidoro, o presidente da Cooperativa Agroindustrial de Campo Mourão, José Aroldo Galassini, o presidente do Sindicato Rural de Maringá, José Antonio Borghi; os presidentes da Reunião Paranaense de Ciência do Solo e Simpósio Brasileiro de Solos Arenosos, Marcelo Augusto Batista e Renato Watanabe, entre outras autoridades.

Convidado a proferir a palestra de abertura, o professor aposentado da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, José Luiz Ioriatti Demattê, falou sobre os principais desafios para o manejo sustentável de solos arenosos brasileiros.

Durante os três dias de debate, especialistas das principais instituições de pesquisa e das mais importantes universidades brasileiras, além de profissionais ligados a empresas, cooperativas, setores públicos e produtores estarão presentes no evento.

O programa, com a grade dos temas a serem abordados e os palestrantes convidados, pode ser conferido no site.

Veja galeria de fotos

*(Com orientação dos jornalistas da Assessoria de Comunicação)