Tools

mauro22017-06-01

Em entrevista à Rádio UEM FM, Mauro Baesso destaca os principais pontos levantados na reunião com o secretário da Seti e o governador

 

Em entrevista concedida à Rádio UEM FM, o reitor da Universidade Estadual de Maringá, Mauro Baesso, disse que o governo do estado propôs a suspensão, por noventa dias, da inclusão das universidades no Sistema de Recursos Humanos - RH Meta 4. 

Segundo Baesso, essa foi uma das proposições apresentadas pelo governo após uma reunião, realizada durante a tarde de ontem (6), com o secretário estadual da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes e, em seguida, no começo da noite, no Palácio Iguaçu, com o Governador Beto Richa.  Os reitores das sete universidades participaram das reuniões.

O Governo do Estado também se comprometeu a acelerar a tramitação e a articulação para avançar o projeto de lei proposto pela Seti, que assegura o TIDE como regime de trabalho na carreira docente, além da suspensão imediata  dos bloqueios (contingenciamentos) dos recursos financeiros impostos a UEL, UEM e Unioeste.

Outra proposta apresenta foi a criação de um grupo de trabalho para a construção de um projeto de autonomia universitária, com a participação das comunidades. O projeto seria construído nos próximos três meses, tempo em que as universidades ficariam fora do Meta4.

A questão é que o  Governo condicionou a suspensão ao encaminhamento dos dados   solicitados pelo Grupo de Trabalho que vem estudando a inserção das IEES no RH Meta 4. 

Baesso permanece em Curitiba e disse que está aguardando um documento formal do Governo. Mas a Associação Paranaense das Instituições de Ensino Superior (Apiesp) divulgou Nota Oficial com as propostas. As ações a partir daí dependerão de cada instituição. No caso da UEM, o reitor disse que o encaminhamento da documentação já está em discussão no Conselho Universitário. “Vou convocar o COU para discutir e deliberar sobre essa questão”, disse.

Acompanhe o áudio da entrevista