Tools

aluno medicina

Visita faz parte do planejamento ligado às oficinas oferecidas por um projeto coordenado pelo Observatório das Metrópoles

Alunos matriculados no segundo ano do ensino médio de Sarandi começaram, nesta terça-feira (22), um tour pelo câmpus da Universidade Estadual de Maringá (UEM), por meio do projeto de extensão "Violência nas Escola", do Universidade Sem Fronteiras, coordenado pelo Observatório das Metrópoles/Núcleo da Região Metropolitana de Maringá.

A primeira atividade da visita foi uma recepção no auditório do bloco H-12, onde os estudantes ouviram relatos de acadêmicos da UEM. Ainda hoje, eles irão almoçar no Restaurante Universitário, conhecer o Diretório Central dos Estudantes (DCE), o Museu da Bacia do Paraná, o Núcleo de Estudos Interdisciplinares Afro-Brasileiros (Neaib), o Programa Multidisciplinar de Pesquisa e Apoio à Pessoa com Deficiência e Necessidades Educativas Especiais (Propae), o Museu de Geologia, e o Observatório das Metrópoles.

Outras visitas estão programadas para quinta-feira (24), sexta-feira (25) e a próxima terça-feira (29) e fazem parte do planejamento ligado as próprias oficinas que o projeto de extensão oferece.

menina

De acordo com informações do projeto, sob a coordenação geral da professora Ana Lúcia Rodrigues, do Departamento de Ciências Sociais, a precariedade da situação escolar em Sarandi pode ser evidenciada a partir das taxas de reprovação e abandono no ensino médio, que são, também, as mais altas da região. 

Com as ações do projeto, os objetivos são ampliar a atuação dos alunos da licenciatura na relação com os alunos do ensino médio, favorecendo novas perspectivas de oportunidades educativas, visando a redução dos impactos identificados como resultantes do processo de vulnerabilização e violência a que estão submetidos os alunos do EM das escolas estaduais de Sarandi.

A meta do projeto é beneficiar 2.851 alunos matriculados no ensino médio nos períodos diurno e noturno, de sete escolas estaduais de Sarandi.