Tools

BARCA DO FISCO SITE 

Eles também assistiram à peça teatral sobre o combate à corrupção por meio do controle dos gastos públicos

 

Servidores e estudantes do Câmpus do Arenito, em Cidade Gaúcha, e professores e alunos do ensino básico fizeram, na última segunda-feira (28), o Curso Ética, Neuroética e Educação Fiscal com Foco no Desenvolvimento Humano e Profissional de Qualidade, ministrado no anfiteatro do CAR, da Universidade Estadual de Maringá.

Eles também assistiram, na Casa da Cultura Angélica Tormena, de Cidade Gaúcha, a apresentação da peça teatral “O Auto da Barca do Fisco”. Antes do espetáculo, o professor Marcílio Hubner de Miranda Neto e os integrantes do Grupo Abaecatu, Enéias e Tijolo, fizerem uma palestra show sobre Educação Fiscal e Cidadania, assegurando que a corrupção no Brasil irá reduzir quando a população tiver cultura tributária e realizar o controle social dos gastos públicos. 

Depois, o grupo Arte, Ética e Cidadania, composto por professores, servidores e alunos da UEM, funcionários da Receita Estadual, Receita Federal e voluntários do Observatório Social de Maringá, entrou em cena com a peça teatral educativa. 

palestra site

O texto satiriza a corrupção no Brasil e, de maneira lúdica, apresenta os princípios do Programa Nacional de Educação Fiscal. De autoria de Marcílio Hubner, a peça é inspirada no auto da barca do inferno, de Gil Vicente, e no auto da compadecida, de Ariano Suassuna. Os personagens e suas ações são baseados em pessoas e fatos reais.

Para alguns participantes, o conteúdo foi muito útil e serviu para esclarecer muitos pontos relativos à cidadania fiscal, assunto que não se aprende na escolas, universidades e em nenhum outro local.

Segundo o diretor do Câmpus do Arenito, Marcelo Alessandro Araujo, “o curso também serviu para dar um 'puxão de orelha' em todos nós, pertencentes ou não ao serviço público, pois nos questionou sobre nosso papel e responsabilidades no desenvolvimento de uma sociedade mais justa e harmoniosa"

Ainda na avaliação dele, a apresentação de teatro fechou com chave de ouro o curso, pois complementou de maneira divertida, sem deixar de ser crítica, os ensinamentos passados no curso.

As atividades em Gaúcha foram possíveis graças à parceria entre a UEM, o Museu Dinâmico Interdisciplinar (Mudi), a Pró-Reitoria de Recursos Humanos e Assuntos Comunitários (PRH), e o Câmpus do Arenito, além do apoio da Prefeitura do Município e da Grand Tour Viagens e Turismo, responsável pelo transporte do elenco.