Tools

handebol

Parceria permitirá que crianças e adolescentes tenham oportunidade de praticar a modalidade

Representantes da Universidade Estadual de Maringá (UEM), da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, da Associação Maringaense de Handebol (AMH) e de outras instituições parceiras, como escolas e associações, definiram, nesta segunda-feira, os detalhes de um termo de cooperação para desenvolver o handebol em Maringá e região. 

A conversa sobre os termos do acordo ocorreu no gabinete da Reitoria da UEM, com a participação do reitor Mauro Baesso, o prefeito de Maringá, Ulisses Maia, o vereador Jean Marques, o professor do Departamento de Educação Física (DEF) da UEM e coordenador do Centro de Excelência Regional de Handebol, Dourivaldo Teixeira, o secretário de Esportes e Lazer, Valmir Fassina, o chefe do DEF, Cláudio Kravchychyn, a coordenadora do Conselho Acadêmico do DEF, Priscila Garcia Marques, o diretor e o diretor-adjunto do Centro de Ciências da Saúde (CCS), Roberto Nakamura Cuman e Nelson Nardo, respectivamente, além de representantes de colégios das redes pública e particular. 

O próximo passo será estruturar, no papel, os termos do acordo de cooperação, com a anuência do setor jurídico, para, em seguida, as autoridades assinarem os documentos oficializando a parceria. 

O catalisador da parceria será o Centro de Excelência Regional de Handebol, na UEM, que vai definir, com os parceiros, uma agenda de ações sociais e educativas visando trabalhar a prática da modalidade nas escolas.

A ideia é que além das quatro escolas públicas, quatro particulares e duas associações, mais parceiros se juntem ao projeto, inclusive de outras cidades da região. Além da AMH, a outra associação que já integra a parceria é a Promec Handebol, de Sarandi.

Para Dourivaldo Teixeira, formalizar o termo de cooperação entre as instituições é significativo para o melhor desenvolvimento da modalidade handebol para Maringá e região. O secretário Valmir Fassina vê nessa oportunidade uma forma de estimular a prática esportiva entre crianças e adolescentes. 

O reitor Mauro Baesso acredita na importância dessa parceria para o fortalecimento da modalidade e uma oportunidade de acionar os universitários, fazendo com que eles possam adquirir experiência e aprendizado. Baesso disse que as obras do Bloco M-15, que abrigará o Centro de Excelência Regional de Handebol, estão em andamento e devem ser concluídas de 6 a 8 meses.

O prefeito Ulisses Maia considera o handebol uma categoria privilegiada e destaca a importância de um grupo de instituições que se comprometem a qualificar as categorias esportivas. 

A coordenadora do Conselho Acadêmico do DEF, Priscila Garcia Marques, entende que esse convênio trará para os acadêmicos a oportunidade de vivenciar a formação esportiva.

Para o chefe do DEF, Cláudio Kravchychyn, o handebol é uma modalidade tradicional na cidade de Maringá e faz parte da identidade esportiva da cidade. Segundo ele, o atendimento às crianças e adolescentes por meio dessa parceria irá ajudar na educação desses jovens e no fortalecimento da modalidade em nível municipal e regional.

*(Com orientação dos jornalistas da Assessoria de Comunicação)