Tools

premio

Trabalho, orientado pela professora Maria Celeste Gonçalves-Vidigal, também buscou desenvolver marcadores moleculares ligados ao gene

O estudante Thiago Alexandre Santana Gilio, doutorando do Programa de Pós-Graduação em Genética e Melhoramento (PGM), da Universidade Estadual de Maringá (UEM), recebeu o Prêmio Jovem Melhorista, na categoria doutorado, conferido pela Sociedade Brasileira de Melhoramento de Plantas, durante o 9º Congresso Brasileiro de Melhoramento de Plantas, realizado de 14 a 17 de agosto, em Foz do Iguaçu. 

Thiago Gilio é orientando da professora Maria Celeste Gonçalves-Vidigal e desenvolveu as etapas básicas de suas pesquisas no Laboratório de Biologia Molecular e Melhoramento Genético do Feijão Comum, do Núcleo de Pesquisa Aplicada a Agricultura (Nupagri-UEM), e as complementou no Laboratório de Genômica e Melhoramento de Soja do USDA-ARS, Beltsville, MD, Estados Unidos, durante o período de doutorado Sanduíche, que foi realizado sob a supervisão dos professores e pesquisadores Marcial A. Pastor- Corrales e Qijian Song.

O trabalho "Fine mapping of a unique anthracnose resistance gene in andean common bean landrace Amendoin Cavalo (Mapeamento do gene de resistência à antracnose na cultivar andina de feijão comum Amendoin Cavalo)" teve o objetivo de mapear o gene (Co-AC) de resistência ao fungo Colletotrichum lindemutianum, agente causador da antracnose, importante doença que ataca o feijoeiro comum, e presente na cultivar Amendoim Cavalo. Neste trabalho, também foram desenvolvidos marcadores moleculares fortemente ligados ao gene (Co-AC). O Amendoim Cavalo é uma cultivar tradicional de feijão comum, pertencente ao pool gênico andino, e que apresenta amplo espectro de resistência à várias raças do fungo Colletotrichum lindemuthianum, e que são patogênicas para maioria dos genes de resistência à antracnose já identificados em todo o mundo.

Segundo Thiago, “o Prêmio confirma o reconhecimento da pesquisa de elevado nível que a nossa equipe do Nupagri-UEM tem realizado em parceria com o USDA-ARS, Beltsville, e com a University of California, Davis, USA. Esta premiação com certeza abrirá um brilhante caminho para o início da nossa carreira profissional”.

A presente pesquisa foi financiada pela Capes (Programa de Doutorado Sanduíche no Exterior – PDSE, Processo Nº 6984-15), pelo US Department of Agriculture, Agricultural Research Services Project Number 8042-22000- 286-00D (Research Project led by Dr. M.A. Pastor- Corrales) e pelo Norman Borlaug Commemorative Research Initiative of the US Agency for International Development, Project Number 0210- 22310-004- 96R.

 

*(Com orientação dos jornalistas da Assessoria de Comunicação)