cartaz 2 site

A modelagem surgiu como uma alternativa de se fazer matemática nas aulas e em outros espaços

 A Universidade Estadual de Maringá (UEM) vai sediar, de 23 a 25 de novembro, a 10ª Conferência Nacional sobre Modelagem na Educação Matemática (CNMEM), com palestras, minicursos, comunicações científicas e relatos de experiência.

Com o tema "Modelagem Matemática na Educação Brasileira: história, atualidades e projeções", o evento, sob a coordenação da professora Lilian Akemi Kato, do Departamento de Matemática (DMA), da UEM, tem, como um dos principais objetivos, ampliar e aprofundar as discussões teóricas sobre as ações, concepções, pesquisas e fundamentos da Modelagem Matemática na Educação Matemática, além de delinear novas perspectivas e os avanços necessários. 

Segundo Marco Aurélio Kistemann Jr, professor do Departamento de Matemática da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), "o final da década de 1970 marcou o início da trajetória da Modelagem Matemática na educação matemática brasileira, em oposição ao Movimento da Matemática Moderna, como uma alternativa de se fazer matemática nas aulas de matemática e em outros espaços, e contrária à ideologia da certeza".

O professor da UFJF fez estas declarações ao resenhar o livro "Modelagem em Educação Matemática", de João Frederico Meyer, Ademir Donizete Caldeira e Ana Paula dos Santos Malheiros. 

Já, conforme os organizadores da Conferência, desde meados dos anos 1970 a comunidade da Modelagem na Educação Matemática vem ampliando seu espectro de abrangência tanto em relação à pesquisas quanto à formação de professores. 

"Essa trajetória deu margem à criação de espaços e eventos específicos com o intuito de fomentar e aprofundar os debates sobre o tema e buscar cada vez mais a consolidação da Modelagem Matemática como área de pesquisa da Educação Matemática", diz trecho da apresentação da 10 ª CNMEM. 

Ainda segundo os organizadores, é este cenário que as conferências sobre Modelagem Matemática na Educação Matemática divulgam, promovendo maior interação entre todos os grupos que atuam e se interessam pela área.

A 10ª CNMEM tem patrocínio da Caixa Econômica Federal, da Fundação Araucária e da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior). Outras informações sobre o evento, que está com as inscrições encerradas, podem ser obtidas no site, facebook, e-mail "Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.", ou, ainda, no Departamento de Matemática da UEM, Bloco F-67, telefone: (44) 3011-4933.