Tools

1589a5c9 490a 4d05 84a7 68cb871dcfdf

Atividade marca encerramento de curso de extensão

Grupo de alunos do curso de extensão Reflexões para o enfrentamento da discriminação e do preconceito visitou, na terça-feira (19), a sede da Associação Indigenista de Maringá (Assindi). A iniciativa é fruto de uma parceria entre o Hospital Universitário Regional de Maringá (HUM), a Secretaria Municipal de Educação (SEED) e o Núcleo Regional de Educação de Maringá (NRE).

O objetivo do curso é favorecer o debate entre profissionais e estudantes das áreas de Educação e Saúde acerca das diferentes etnias, singularidades regionais brasileiras, bem como a identificação de elementos como preconceito, discriminação e a exclusão social.

Os dois últimos módulos têm como tema a população indígena e estão sob a responsabilidade da professora Sueli Aparecida Ibanes (SEED/NRE). Ela levou o grupo de alunos a conhecer mais de perto as questões que envolvem a Assindi, numa visita à entidade. Os participantes puderam compreender como a Associação funciona, com que financiamento conta e que tipo de serviços oferece à população indígena – como apoio de venda de artesanato e de moradia aos estudantes universitários indígenas e suas famílias.

O grupo foi recebido pela assistente social Renata Nunes, pela antropóloga Driele Vieira e pela presidente da Assindi, Darci de Souza, que manifestou a necessidade de que mais pessoas visitem a entidade. “Além da simpatia das pessoas que compuseram o grupo do HUM, ficamos muito felizes pela vinda delas aqui porque sabemos que serão importantes multiplicadoras da realidade dos índios que estão em Maringá. As pessoas precisam conhecer suas histórias e suas necessidades”, completou a presidente.

Esse foi o último encontro do curso viabilizado pelo HUM, por meio da Assessoria de Ensino, Pesquisa e Extensão do Hospital.