Tools

FOTO 1 3

Ao final da reforma, o forno alcançará altas temperaturas (1.240°), permitindo a queima de utilitários, peças decorativas e esculturas

Adquirido pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) há mais de 20 anos, o forno do bloco A-34, utilizado nas aulas de cerâmica da Diretoria de Cultura (DCU), está sendo reformado por professores da instituição.

Os professores Mauro Baesso, Jurandir Rohling, Wilson Weinard e Gustavo Fanquino, dos grupos de pesquisa em Materiais, Fotoacústica e em Fototérmica, do Departamento de Física (DFI), se disponibilizaram a atender a demanda da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PEC)/APC (Divisão de Artes Plásticas e Cênicas), a fim de proporcionar qualidade às aulas de cerâmica.

FOTO 3 1

De acordo com Teresa Udo, ministrante voluntária das aulas de cerâmica, coordenadas pela professora Sueli Lara, o forno é de boa qualidade, mas, em função do desgaste temporal, necessita de reforma. 

Por meio da olaria, podem ser criados diversos tipos de cerâmicas e a etapa de queima é fundamental no processo. Ao final da reforma, o forno alcançará altas temperaturas (1.240°), permitindo a queima de utilitários, peças decorativas e esculturas.

FOTO 2A

Os responsáveis pela restauração trabalharão tanto no Bloco A-34 quanto na Oficina de Física da UEM. É um processo cuidadoso, que demanda tempo e preparo. 

*Com orientação dos jornalistas da ASC.