Tools

2018 10 29 Simposio de Biotecnologia A297241

Uma das principais propostas é a disseminação e a popularização desta área de estudo. Fotos da cerimônia de abertura estão no final do texto

Com painéis, a partir das 19 horas, e a palestra "Aplicações da Biotecnologia Ambiental", às 20 horas, pelo gerente de PD&I na Superbac, Sérgio Luiz Moreira, prossegue, hoje (30), na Universidade Estadual de Maringá (UEM), o 3º Simpósio de Biotecnologia Ambiental, aberto, ontem, simultaneamente ao 5º Encontro de Graduandos e Pós-Graduandos em Biotecnologia.

Reunindo diversas autoridades, entre elas o reitor Julio Damasceno, o evento foi aberto no auditório do PDE, bloco B-33, e, na seqüência, a professora Lígia Souza Lima Silveira da Mota (foto abaixo), da Universidade Estadual Paulista (Unesp), de Botacatu, proferiu a palestra "Popularizando e difundindo ciência".

Com o tema central "Integrando Biotecnologia e Sociedade", o Simpósio é um evento científico de abrangência nacional, organizado pelo Departamento de Biotecnologia, Biologia Celular e Genética da UEM e por seu Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia Ambiental (PBA). 

Cabe esclarecer que a biotecnologia é o estudo e desenvolvimento de organismos geneticamente modificados e sua utilização para fins produtivos. Ou seja, é a tecnologia baseada na biologia, sendo usada principalmente na agricultura, ciência dos alimentos e medicina, conforme atesta o site "So Biologia".

O Simpósio abrange diferentes áreas de conhecimento dentro da biotecnologia e desta vez a definição do tema central visa a abordagem de assuntos inovadores e diferenciados nesta área, dando suporte à atualização de conhecimentos e à integração entre profissionais (professores e pesquisadores), acadêmicos e pós-graduandos das diferentes áreas da biotecnologia.

2018 10 29 Simposio de Biotecnologia A297246 Editar

A programação consta de palestras e apresentações de trabalhos científicos. As palestras, todas a partir das 20 horas, são divididas em três eixos temáticos, sendo o primeiro voltado para a discussão sobre a ciência, o segundo direcionado à integração entre empresas e universidades, e o terceiro ligado à ponte entre academia e sociedade.

Nesta terça-feira, as atividades são voltadas para o eixo "Integrando empresas e universidades". Outra palestra prevista ainda hoje é sobre o tema "Genética preditiva: benefícios para a saúde, a performance esportiva, a longevidade e a qualidade de vida", a partir das 21h15, por Roxelle Munhoz, da Start-up Progenomics.

Amanhã, último dia do evento, a programação será direcionada ao eixo "Da Academia à Sociedade". Além dos paineis, serão proferidas as palestras "Edição gênica através do sistema CRISPR: aspectos gerais, aplicações e limitações", pelo professor José Hernandes Lopes Filho, da Universidade de São Paulo (USP), às 20 horas; e "Abordagens biotecnológicas para o controle de plantas parasitas", pela professora Juliane Karine Ishida, também da USP, às 21h15. Por fim, haverá premiação e a solenidade de encerramento.

O Simpósio é realizado pelo DBC, junto com o PBA e a Coordenadoria de Apoio à Educação Básica (CAE), que é vinculada à Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PEC) da UEM.

Outras informações pelo site, facebook ou pelos telefones (44) 3011-4342 e 3011-4680.

Veja a galeria de fotos