Tools

capa matéria

Novas diretrizes a serem abordadas pela Comissão será debatida com professores e alunos indígenas

 Na manhã desta segunda-feira (11), a Comissão Universidade para os Índios (Cuia), da Universidade Estadual de Maringá (UEM), se reuniu com coordenadores de cursos de graduação para dialogar diretrizes a serem abordadas pela comissão.

Estavam presentes o reitor e o vice-reitor, Julio Damasceno e Ricardo Dias, a pró-reitora de ensino, Leila Pessoa Da Costa, os novos coordenadores da Cuia, Paula Marçal e Walter Praxedes, a servidora da PEN, Alessandra Wihby, os presidentes da Associação dos Universitários Indígenas da UEM (Auind), Arieli Santos e Murilo Dias, e coordenadores de alguns cursos de graduação, dentre eles Roberto Zanatto Esteves, de Medicina, Aline Lunardelli, de Pedagogia, e Isabel Cristina Rodrigues, de história.

abertura reunião

A abertura do encontro, na sala dos Conselhos Superiores, foi com a fala de Damasceno, que destacou a necessidade de defesa dos programas de inclusão. “Estamos preocupados com o momento do País que ameaça programas como este. Sempre defenderemos esse programa”, afirma.

Segundo Walter Praxedes e Paula Marçal, a nova liderança da Cuia é uma continuidade ao projeto. “Buscamos uma gestão colegiada com plano pedagógico individual, para tratar das particularidades de cada aluno indígena. Vamos manter um diálogo aproximado, para manter uma visão unificada”, completa Marçal.

A pró-reitora de ensino, Leila Pessoa da Costa, enfatizou a importância de prezar pela regularidade dos acadêmicos. “É preciso flexibilizar o tempo e o conteúdo, de acordo com a complexidade que deve ser analisada a cada caso. Mas, é fundamental que haja regularidade constitucional”, finaliza.

Em seguida, o diálogo entre a comissão e os coordenadores dos cursos foi aberto, para que haja o debate constante das demandas e dificuldades encontradas pelos professores para ensinar e avaliar os alunos.

*Jornalista residente pelo Programa de Residência Técnica, com supervisão da Assessoria de Comunicação