Tools

2018 09 04 Fachada da Reitoria com Ipe MG 8403

Universidade Estadual de Maringá publicou mais de 3,6 mil artigos em 5 anos

Universidade estadual da Região Sul que mais realiza pesquisa no Brasil e a quinta estadual em âmbito nacional: esta é a Universidade Estadual de Maringá (UEM). As informações são referentes a dados da Web of Science, com compilação da Clarivate Analytics, a pedido do Jornal da USP. Segundo o levantamento, a UEM publicou 3.656 artigos científicos entre os anos de 2014 e 2018, correspondendo por 1,7% da produção de pesquisa em todo o país. Este percentual coloca a UEM entre as 25 instituições nacionais que mais publicaram nos últimos cinco anos.

“O ranking tem um significado muito importante para a UEM, que é a primeira universidade estadual da Região Sul. É um reflexo dos trabalhos que os pesquisadores da UEM têm desenvolvido na instituição e que são divulgados em periódicos científicos de qualidade. Então, a UEM ter publicado 3.656 artigos de 2014 a 2018 é extremamente significativo”, comemora o Dr. Clóves Cabreira Jobim, pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UEM.

Para a professora Dra. Rosilene Fressatti Cardoso, vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde (PCS), ao Programa de Pós-Graduação em Biociências e Fisiopatologia (PBF) e ao Laboratório de Ensino e Pesquisa em Análises Clínicas (Lepac), com atuação na linha de pesquisa sobre doenças bacterianas e virais, “a pesquisa atua de forma a consolidar o ensino de futuros profissionais”. Farmacêutica graduada na UEM em 1984 e com pós-doutorado concluído em 2017, observa que “o avanço científico, para ter sua validade, deve chegar à comunidade com o objetivo primordial de melhorar a qualidade de vida dos indivíduos”.

A UEM tem 56 programas de pós-graduação em todos os centros de ensino, que contribuem por grande parcela da produção científica da universidade. Destes, há: 12 mestrados profissionais; 28 programas de doutorado, sendo cinco consolidados com inserção internacional e conceito 6 (o máximo é 7) atribuído pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). A UEM também soma: 238 grupos de pesquisa certificados pelo Diretório dos Grupos de Pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); e 747 bolsistas do CNPq, dentre os quais 146 professores doutores pesquisadores, 161 bolsistas de pós-graduação e 282 graduandos (bolsas de iniciação científica).

 

Reportagem atualizada em 11/04/2019 às 8h42.

uem tv