Tools

2019 04 12 Fabio Bacarin e Professora Itana MG 5435

Bacarin é egresso de Ciência da Computação da UEM e cofundador da Contabilizei

Com incentivo da Software By Maringá, a disciplina de Inovação em Tecnologia da Informação e Comunicação dos bacharelados em Informática e em Ciência da Computação da Universidade Estadual de Maringá (UEM) organizou na tarde de hoje (12) a palestra “Os desafios de tecnologia em negócios disruptivos”, ministrada por Fábio Bacarin, 36, empreendedor Endeavor desde 2016 e cofundador da Contabilizei, de Curitiba (PR) e com escritório também em São Paulo (SP).

Bacarin é formado em Ciência da Computação com ênfase em Engenharia de Software pela UEM, especialista em Gestão de Tecnologia e tem 18 anos de experiência profissional. Com o amigo Vitor Torres, fundou em 2013 a Contabilizei, uma empresa de contabilidade on-line com mais de 10 mil clientes. “Não imaginávamos a proporção que iria tomar! Nosso objetivo era criar um produto que ajudasse o micro e pequeno empresário, com mais economia e menos burocracia. Fomos percebendo que poderíamos fazer ainda mais e, então, os investimentos ajudaram a alavancar a empresa”, diz ele, que foi diretor de tecnologia da Contabilizei por cinco anos.

Em 2018, a Contabilizei foi apontada no ranking do LinkedIn das 25 startups mais desejadas no Brasil. Em 2017, foi eleita como uma das empresas mais inovadoras da América Latina, de acordo com a Fast Company. E em 2016, a Latam Founders Network a elegeu como a melhor instituição business to business (atuação de empresa para empresa) da América Latina. “Fazer algo de impacto, resolver um problema de fato, foi o que sempre me motivou. A ideia de construir tudo do zero também foi porque queríamos fazer algo realmente diferente”, relembra Bacarin, que atualmente também é mentor e consultor de startups e times de tecnologia.

Na palestra da UEM, ele contou que o maior desafio em negócios disruptivos é adaptar-se ao crescimento rápido. “Uma empresa que se propõe a quebrar paradigmas de economias tradicionais, cresce e muda em uma velocidade muito grande. O time de tecnologia deve estar preparado para lidar com objetivos arrojados e criar uma cultura forte”, declara o empresário. A palestra foi realizada no auditório do Programa de Desenvolvimento Educacional (PDE), Bloco 33 do câmpus sede, em Maringá (PR), e contou com abertura da professora titular da UEM e doutora em Ciência da Computação, Itana Maria de Souza Gimenes, que falou sobre a “Formação de Recursos Humanos para a área de tecnologia”.

 

A disciplina de Inovação

A disciplina de Inovação em Tecnologia da Informação e Comunicação da UEM começou a ser ofertada neste semestre e incentiva o empreendedorismo. “Estamos empenhando esforços para gerar novas ideias, novos negócios e novos profissionais empreendedores. Incrível ver a transformação de cada aluno ao vivenciar cada uma das experiências que estamos oferecendo. É notória a contribuição deste universo de startups e inovação para a formação de um estudante mais engajado e mais próximo de seu futuro”, declara a responsável pela disciplina e coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação da UEM, Linnyer Beatrys Ruiz Aylon.

 

Reportagem atualizada em 15/04/2019 às 8h18.