Tools

amusep 20190517 120740

Documento também teve a participação da Emater e visa trazer transformação nos municípios da região

Uma proposta formulada por pesquisadores da Universidade Estadual de Maringá, técnicos e prefeitos da Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (Amusep) e profissionais da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) foi entregue, na manhã desta sexta-feira, ao governador Ratinho Junior, em evento na Expoingá.

A entrega do documento foi feita pelo primeiro vice-presidente da Amusep, prefeito de Mandaguari, Romualdo Batista; pelo reitor da Universidade Estadual de Maringá (UEM), professor Júlio César Damasceno; e pelo gerente Regional do Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), César Miguel Candeo dos Santos, durante solenidade de liberação de recursos e obras pelo Governo do Estado, realizada no Parque Internacional de Exposições Francisco Feio Ribeiro.

A proposta é resultado da política de aproximação da UEM com a sociedade, tendo o foco no território, ou seja, nas ações que possam impactar o desenvolvimento territorial nas regiões onde a Universidade está inserida.

Centrado na geração de emprego e renda; eliminação de obstáculos para a comercialização da produção agrícola; e na fixação do homem no campo, entre outros aspectos, o documento é o primeiro da nova fase da parceria entre a Amusep, UEM e Emater. A proposta entregue ao governador apresenta quatro pilares de atuação. Aprofundar o levantamento da situação atual e ampliar o mapeamento dos gargalos produtivos, tecnológicos e de mercado; estudo da legislação municipal, estadual e federal para sugerir a modernização ou alteração dela; o incentivo à melhoria da qualidade dos produtos, por meio da inovação; e o estímulo à adoção de modernas práticas, voltadas para a diversificação e a integração da produção nas pequenas propriedades rurais.

amusep 2220190517 120755

Para o primeiro vice-presidente da Amusep, Romualdo Batista, a entrega do documento a Ratinho Júnior é um passo decisivo para que o trabalho dos secretários municipais, pesquisadores da UEM e extensionistas da Emater frutifique e provoque o surgimento de uma nova realidade socioeconômica na região. “A partir do diagnóstico, temos algo concreto para estabelecermos canais de comunicação com as diversas secretarias de governo e com a Assembleia Legislativa”, destaca. O reitor da UEM, Júlio Damasceno, ressalta que, com as linhas estratégicas definidas, é possível criar os mecanismos para derrubar os entraves à comercialização e à melhoria da qualidade de vida no campo. O gerente Regional Emater, César Candeo, acrescenta que o fato inédito de as três instituições apresentarem uma proposta única, de forma organizada e coordenada, será fundamental para que o investimento necessário chegue à região.

A elaboração do documento teve início quando o presidente da Amusep convidou a UEM para uma reunião no sentido de que a Universidade pudesse auxiliar a entidade na formatação de projetos voltados especificamente ao setor agropecuário e na indústria da transformação. Isso, como estratégia de desenvolvimento para a região dos 30 municípios abrangidos pela Associação.

Foram três reuniões ocorridas entre profissionais e pesquisadores da UEM, da Amusep, Emater e outras entidades, nas quais se criou uma dinâmica chamada de "Proposta Mista de Desenvolvimento Territorial". Tal proposta, entregue hoje ao governador, foi definida como uma ação inovadora que inclui os atores públicos e privados em torno de problemas concretos, sempre com enfoque territorial.

Segundo Damasceno, iniciativa semelhante deverá ser desenvolvida, na seqüência, com a 15ª Regional de Saúde, que também engloba 30 municípios.

uem tv