Tools

faraco 1

Homenageado no evento e conferencista, Faraco fez pós-doutorado na Universidade da Califórnia

Em novembro, Maringá (PR) se tornará a “capital” brasileira da variação linguística e do ensino. Afinal, a Universidade Estadual de Maringá (UEM) é organizadora e sede do 3º Simpósio de Variação Linguística e Ensino (SIMVALE). Será oportunidade única para estudantes e pesquisadores dialogarem com profissionais renomados da Linguística no Brasil, como os doutores Ataliba Teixeira de Castilho, Maria Helena de Moura Neves, Roberto Gomes Camacho e Vanderci de Andrade Aguilera, além do homenageado do evento, Carlos Alberto Faraco, com pós-doutorado em Linguística pela Universidade da Califórnia.

“É um simpósio que coloca em pauta questões ligadas à variação linguística e ao ensino. Temos três eixos de trabalhos: variação linguística aplicada ao ensino de Línguas; sociolinguística e dialetologia, em que se colocam descrições das situações de variação linguística em todos os níveis; e ensino de Línguas, sem necessariamente haver preocupação com a variação”, expõe Helcius Batista Pereira, coordenador adjunto do curso de Letras da UEM e um dos organizadores do 3º SIMVALE.

Este é um evento itinerante e realizado a cada dois anos, sendo que a primeira edição ocorreu na Universidade Estadual do Norte do Paraná (Uenp) e a segunda na Universidade Estadual de Londrina (UEL). O SIMVALE reúne pesquisadores e docentes de diferentes níveis de ensino para promover divulgação e debate de pesquisas atuais.

Programação – Estão previstas conferências, mesas-redondas, lançamentos de livros, atividades culturais e apresentações de trabalhos. Para verificar modalidades de participação no 3º SIMVALE, valores e também as datas-limites para inscrição, inclusive de submissão de resumos de comunicação, acesse este link.

O simpósio será de 6 a 8 de novembro na UEM. No dia 6, Camacho, da Universidade Estadual Paulista (Unesp), abordará “Da linguística formal à linguística social”. No dia 7, a Dra. Silvia Rodrigues Vieira, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), fará a conferência “Fugindo da ‘norma curta’ no ensino de português: uma homenagem a Carlos Alberto Faraco”. Ainda no dia 7 haverá mesa-redonda sobre “Contribuições da descrição linguística para o ensino de línguas”, conduzida por Castilho, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Neves (Unesp) e Aguilera (UEL).

Por fim, em 8 de novembro será a vez da mesa-redonda “Pesquisas de variação em ensino”, com as professoras doutoras Joyce Elaine de Almeida Baronas (UEL), Neiva Maria Jung (UEM) e Vera Maria Ramos Pinto (Uenp).

O homenageado

O Dr. Carlos Alberto Faraco é homenageado no 3º SIMVALE e conferencista de encerramento, com o assunto “Pedagogia da variação linguística: desafios e paradoxos”. Considerado um dos linguistas mais importantes do Brasil e professor titular aposentado da Universidade Federal do Paraná (UFPR), ele tem autoria em mais de 25 livros e é vinculado ao Grupo de Pesquisa em Historiografia, Gramática e Ensino de Línguas da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Seus trabalhos envolvem, principalmente, história do pensamento linguístico; Bakhtin, discurso e dialogismo; e ensino de Português. Grande parte deles está publicada em artigos em revistas científicas de relevantes conceitos e abrangência internacional.