Tools

Dia do Professor

Para o reitor da UEM, Julio Damasceno, ser professor é quase um sacerdócio; o vice-reitor da UEM, Ricardo Dias Silva, diz, em homenagem, que a Educação pode transformar o País

Homenageado em verso e prosa, o professor é reverenciado na data de hoje (15), cuja origem se deve ao fato de que em 15 de outubro de 1827 o imperador D. Pedro I instituiu um decreto que criou o Ensino Elementar no Brasil, com a instituição das escolas de primeiras letras em todos os vilarejos e cidades do Brasil. 

O vice-reitor da Universidade Estadual de Maringá, Ricardo Dias Silva, cumprimenta a todos os professores e professoras da instituição, além de parabenizá-los pelo excelente trabalho que vêm realizando. 

Ele compartilha a crença de que é por meio da Educação que iremos "transformar nosso País numa nação mais justa, mais desenvolvida socialmente, economicamente e culturalmente". Dirigindo-se a todos os docentes da UEM, o vice-reitor diz que "é um privilégio ser professor da instituição e compartilhar estas atividades [docentes] com cada um dos profissionais que constróem esta Universidade".

Para o reitor Julio Cesar Damasceno, a atividade de professor é quase um sacerdócio. "Acho que não fazemos a opção de ser professor. Nascemos com esta determinação, do aprender, do apreender, da dúvida, do questionamento, da necessidade de compreender o nosso entorno, as relações pessoais, entender a nossa história, nos conhecer a partir de nossa história".

Na avaliação de Damasceno, ser professor "é projetar o futuro com base nas nossas características. E o professor é alguém que se preocupa com o outro, que tem como principal atribuição o repassar experiências, formar outras gerações e, sobretudo, fazer com que estas gerações externem suas potencialidades, sua identidade".

Ainda segundo o reitor da UEM, "o verdadeiro professor é aquele que abdica de projetos próprios, do convívio familiar, de carreiras que remunerem mais, de status social, em nome de uma causa. E a grande causa é esta, a de compreender o mundo e repassar a experiência, com respeito, fazendo com que o outro seja desperto para a vida, que se descubra a partir do conhecimento de sua história, de seu entorno, que seja motivado a seguir em frente, valorizando a sua própria vida".

Damasceno entende que este é o grande papel do professor, ou seja, "motivar a todos, especialmente os mais jovens, ainda mais agora que estamos no conceito de educação permanente, para o despertar para a vida".

uem tv