Tools

SIFILIS REPRESENTANTE SECRETARIO

A abertura foi realizada por vídeo conferência, diretamente de Curitiba, para todas as regionais de Saúde 

A 15ª Regional de Saúde e o Hospital Universitário Regional de Maringá (HUM) se uniram para dar suporte ao Seminário de Mobilização para o Enfrentamento da Sífilis, evento promovido pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesa). Vinte duas Regionais de Saúde do Paraná participam da iniciativa. Profissionais de trinta municípios da região de Maringá estão assistindo às palestras no Auditório do HUM.

A programação de um dia começou na manhã desta quarta-feira (16) com previsão de término ás 17 horas. A abertura foi realizada por vídeo conferência, diretamente de Curitiba, para todas as regionais. Várias autoridades de saúde se pronunciaram e a superintendente de Vigilância em Saúde da Sesa, Acácia Francisco Nars, representou o secretário Beto Preto e a Superintendente de Atenção à Saúde, Maria Goretti David Lopes.

Acácia Lars lembrou que, apesar de ser uma doença milenar e que tem tratamento relativamente simples e barato, a sífilis ainda atinge cerca de seis milhões de pessoas no mundo e provoca complicações, especialmente, a sífilis congênita. “Por isso, é importante criar esse movimento de enfrentamento no nosso Estado”, convocou a superintendente.

SIFILIS PALESTRA JUSSARA

Depois da abertura on-line, os cerca de 100 participantes presentes no auditório do HUM assistiram à palestra da epidemiologista Jussara Cavalcanti Titato, que falou sobre Sífilis Adquirida.

A programação ainda contou com as seguintes falas: da pediatra e coordenadora do Núcleo de Vigilância Epidemiológica do HUM, Odete Correia Antunes de Oliveira, que apresentou o tema Sífilis Congênita; da infectologista Talita Menezes, que discorreu sobre DST/Aids; e da ginecologista do HUM, Vanessa Sarto Soares Bergamasco, que destacou as questões da Sífilis na Gestação.

No Hospital Universitário, o evento sobre a sífilis foi organizado pela equipe da Vigilância Epidemiológica Hospitalar.

uem tv