Tools

Participam coordenadores de mestrados e doutorados da UEM, UTFPR, Unipar, UEL, Unicentro e Uenp

Para abordar os caminhos que podem ser seguidos por mestrados e doutorados em âmbito global, o Programa de Pós-Graduação em Agronomia (PGA) da Universidade Estadual de Maringá (UEM) organizou o 1º Workshop de Internacionalização dos Programas de Pós-Graduação em Agronomia do Paraná. Agora, os organizadores escrevem um documento sobre ações efetivas para os próximos anos, o qual deverá ser entregue à Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti) do Estado.

O evento, ontem (12), no Anfiteatro 2 do Bloco J-45, discutiu “as linhas de ações dos programas frente às perspectivas dos novos cenários da Pós-Graduação no Brasil, discutidos no Seminário de Meio-Termo da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), em Brasília (DF)”.

A primeira palestra foi da uruguaia Cecilia Tamborindeguy, doutora em Biotecnologia de Plantas e professora do Departamento de Entomologia da Texas A&M University, nos Estados Unidos. Na oficina, com apoio do Centro de Ciências Agrárias, ela falou sobre como é a realidade na universidade onde trabalha.

Depois, o palestrante foi o diretor-presidente do Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), Natalino Avance de Souza. Ele destacou os pontos que necessitam de aprofundamento de estudos na agricultura paranaense, “nos quais os programas do Paraná poderiam auxiliar, em busca de soluções viáveis dos pontos de vista econômico e ambiental”.

A palestra final, do coordenador do PGA, Marcos Rafael Nanni, foi sobre o sistema de autoavaliação que os programas de pós precisarão fazer. Destacou, ainda, “a necessidade de ação em rede para, deste modo, ser possível direcionar mais apoio de todas as fontes de financiamento de pesquisa”.

 

Da esq.: Marcos Nanni, Natalino Souza, Julio Damasceno, Cecilia Tamborindeguy e Altair Bertonha

 

Presenças no workshop

 

Além dos palestrantes, estiveram ontem no Bloco J-45 da UEM: o reitor, Julio César Damasceno; o diretor e a diretora-adjunta do Centro de Ciências Agrárias, Altair Bertonha e Adriana Aparecida Pinto; o coordenador-adjunto do PGA, William Mário de Carvalho Nunes; professores e estudantes.

Representantes da internacionalização da UEM, também compareceram Sandra Schiavi, assessora de relações internacionais, e Luiz Fernando Cótica, diretor de pesquisa e coordenador do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT).

Presentes, ainda: coordenadores dos Programas de Pós-Graduação da UEM em Agroecologia – Mestrado Profissional, Ciências Biológicas e Zootecnia e de programas de pós da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Universidade Paranaense (Unipar) e das universidades estaduais de Londrina (UEL), do Centro-Oeste (Unicentro) e do Norte do Paraná (Uenp).